4 de mar de 2010

FGTS em ações da Petrobras

O plenário da Câmara de Deputados aprovou ontem emenda ao projeto de capitalização da Petrobras que permite aos trabalhadores usarem até 30% do saldo de suas contas do FGTS para comprar ações da empresa. Porém, somente quem é acionistada Petrobras — ou seja, o trabalhador que já utilizou seu FGTS em 2000 para adquirir papéis e permanece com eles — poderá fazer novas compras. Há nove anos, o governo permitiu a aplicação de até 50% do saldo do FGTS em ações da estatal. Quem não usou o FGTS na ocasião não poderá fazê-lo agora, mesmo tendo dinheiro disponível no Fundo.

“Não é justo, mas é melhor que nada”, criticou o deputado federal Otávio Leite (PSDB-RJ). “Se o grande acionista aumenta seu capital, o pequeno também deveria manter sua participação, em igual proporção. No entanto, não vai conseguir. Sua participação na empresa ficará menor”, avaliou. Com o aumento de capital, o número de ações fica maior e o valor de cada uma diminui.

A estimativa do governo é que essa operação representará menos de 0,5% da capitalização da Petrobras, em torno de R$ 1 bilhão. Cerca de 300 mil trabalhadores usaram o FGTS para comprar ações da Petrobras, mas, os deputados consideram que muitos já venderam suas ações.

Nenhum comentário: